EPI para pintura: conheça os principais e indispensáveis

23 jan 2020 Materias

A atividade de pintura exige a utilização de alguns equipamentos de proteção individual. Veja aqui a lista e mantenha-se sempre seguro

Pintar uma residência, escritório, loja ou qualquer outro tipo de cômodo não é algo tão simples: além da técnica e precisão para ter um resultado profissional (não amador), é importante estar protegido. A segurança muitas vezes é negligenciada e isso é extremamente perigoso. Alguns exemplos: tinta caindo nos olhos, queda do equipamento e objetos no chão são alguns dos riscos mais comuns.

Dessa forma, os equipamentos de proteção individual fazem toda a diferença para manter a integridade do profissional. Neste artigo, falaremos sobre os principais. Confira abaixo.

Quais são os EPIs que o pintor deve usar?

Óculos de segurança: estão entre os itens mais imprescindíveis para a função. Como dito acima, o risco de líquidos caindo sobre os olhos e o rosto é grande, seja durante a limpeza da parede antes da pintura ou por respingos da própria tinta.

Máscara de proteção: evita que partículas de sprays sejam inaladas.

Capacete de segurança: é necessário proteger o crânio contra a queda de objetos, com o rolo de pintura, pincéis ou até mesmo bastões usados no processo. Busque por um capacete que permaneça fixo sem atrapalhar sua visibilidade e conforto.

Luvas nitrílicas: por sua natureza descartável e protetora, as luvas de nitrílicas conseguem deixar as mãos em segurança e têm um baixo processo. Além disso, não prejudicam no manuseio dos pincéis e rolos de pintura.

Calçado de segurança: a lógica é a mesma do capacete: é necessário proteger os pés contra a queda de objetos. Adicionalmente, também protege contra objetos cortantes e perfurantes que estejam no chão.

EPIs para pintura em altura:

A atividade de pintura também pode ser realizada em altura do lado externo de grandes prédios e sobrados. Para estes casos, outros EPIs também são necessários:

Cadeira suspensa: feita especialmente para a função, sendo ergonômica e não restringindo os movimentos do pintor. É importantíssimo entender como a cadeira suspensa funciona.

Cinturão de segurança: envolve o tórax e cintura do pintor. Na prática, este EPI fica conectado ao Trava Quedas, que, por sua vez, fica ligado à corda.

Trava Quedas: EPI que impede a queda do profissional caso ele saia da cadeira suspensa, ligando o cinturão paraquedista à corda.

Fonte: Angare

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Search

+